Coca-Cola Brasil lança plataforma de investimento social

Até o final do ano serão 3 milhões de reais investidos em projetos que promovam acesso à água, educação nutricional e equidade de gênero e raça

A Coca-Cola Brasil lançou a plataforma de investimento social Movimento Coletivo. Até o fim de 2017, serão destinados R$ 3 milhões, por meio de chamadas públicas, para iniciativas que alavanquem causas como acesso à água, educação nutricional e equidade de gênero e raça.

“Com o Movimento Coletivo pretendemos alavancar iniciativas de diversas áreas de impacto social de uma forma diferente. Na área de saúde e alimentação, por exemplo, ao longo dos últimos três anos, fomos ampliando nossa rede e dialogando com muitas pessoas e entidades da Sociedade Civil Organizada. Aos poucos, vimos que havia uma oportunidade de direcionar nossos investimentos de uma forma diferente, mais focada em ações relacionadas à educação nutricional e em colaboração com empreendedores que já atuam na área”, afirma Andréa Mota, diretora de categorias da Coca-Cola Brasil. “Da mesma forma, vimos que havia a oportunidade de expandir essa ideia para se tornar uma plataforma de investimento em ações de impacto social em outros temas relevantes para o país”.

Do total, R$600 mil serão para o primeiro edital relacionado ao programa Água+ Acesso, que pretende viabilizar soluções inovadoras para o acesso e tratamento de água para consumo. As inscrições já estão abertas e acontecem até 07 de julho no site: www.cocacolabrasil.com.br/movimentocoletivo. Pelo edital, até dez ações poderão ser selecionadas e implantadas, em projetos pilotos, com organizações de acesso à água. A partir da avaliação do seu impacto e potencial, poderão ser disseminadas para outras comunidades.

O Movimento Coletivo será uma plataforma de longo prazo e contará com um conselho independente externo, com caráter deliberativo. Formado por notáveis de diversos setores, o conselho estará envolvido ao longo de todas as etapas até a seleção das iniciativas e soluções a receberem recursos. Entre os conselheiros estão representantes da ONU Mulheres, Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD – ONU) e do Instituto Cidadania Empresarial.

Fonte: Observatório do 3º Setor

 

www.pdf24.org    Send article as PDF   

valberluciop

Graduando em Ciências Contábeis , produtor e gestor Cultural

Diga o que achou, opine !

%d blogueiros gostam disto: